Atacante identificado: jovem alemão-iraniano de 18 anos

Polícia fez o balanço final do ataque desta sexta-feira: 9 vítimas mortais, atacante suicidou-se. Não se sabe o que o motivou

O autor do ataque desta sexta-feira em Munique foi identificado pela polícia como um alemão de ascendência iraniana com 18 anos. O jovem suicidou-se com um tiro após o tiroteio no centro comercial Olympia.

Em conferência de imprensa ao início da madrugada, a polícia reiterou o balanço de vítimas já antes divulgado: 10 mortos, incluindo o autor do ataque e 21 feridos. Entre estes, 16 estão hospitalizados, três dos quais em estado grave.

Não são conhecidos os motivos que levaram o homem a cometer tal ato. Segundo o chefe da polícia Hubertus Andra, citado pelo britânico The Guardian, ele tinha dupla nacionalidade - alemã e iraniana -, vivia já "há muito tempo" em Munique e não tinha antecedentes criminais.

Este responsável recusou-se a divulgar que armas foram usadas no ataque e quantos tiros foram ao todo disparados, dizendo que a investigação "está em curso". Também a identidade das vítimas só será revelada após as famílias terem sido contactadas.

Admitiu que entre as vítimas mortais se encontram adolescentes - ao longo da noite foi noticiado que uma jovem de 15 anos estaria entre os mortos, uma informação que não foi confirmada nem desmentida pelo chefe da polícia. Apenas acrescentou que existem crianças e adolescentes feridos.

"Não há mais perigo", concluiu este responsável.

O tiroteio no centro comercial Olympia em Munique começou cerca das 18:00 locais (menos uma hora em Lisboa). Os primeiros tiros aconteceram no exterior do centro comercial, num instante que foi captado em vídeo:

As primeiras horas foram de grande confusão, com as autoridades a serem alertadas para a existência de três atiradores e, posteriormente, de um segundo tiroteio numa praça no centro da cidade.

Este acabou por se revelar um falso alarme.

Também a existência de mais atiradores veio já esta madrugada a ser desmentida pela polícia

Segundo as autoridades, o ataque teve apenas um autor, que se suicidou depois com um tiro a cerca de um quilómetro de distância do local, ao que tudo indica quando estava cercado pela polícia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG