Assassinado um dos líderes do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital

Rogério Jeremias de Simone, conhecido como Gegê, foi encontrado numa reserva indígena

Um dos principais líderes do grupo criminoso brasileiro Primeiro Comando da Capital (PCC) foi assassinado no estado brasileiro do Ceará, no nordeste do país, segundo as autoridades policiais, que estão a investigar as causas do crime.

O corpo de Rogério Jeremias de Simone, conhecido como Gegê do Mangue e um dos chefes máximos do PCC, foi encontrado numa reserva indígena no Ceará, segundo confirmou este domingo no portal de notícias G1 o oficial Marcio Sérgio Christino.

Junto a Gegê estava o corpo de outro membro daquela organização criminosa, Fabiano Alves de Souza, conhecido popularmente como Paca. Os dois foram assassinados na noite de sexta-feira mas encontrados apenas no sábado.

A polícia brasileira está a investigar a hipótese de uma execução por parte de um grupo criminoso rival ou de um ajuste de contas dentro do próprio PCC, uma organização poderosa comandada a partir das prisões de São Paulo e com ramificações em quase todos os estados do Brasil e em países como o Paraguai e a Bolívia.

Gegê do Mangue era considerado pelo Ministério Público de São Paulo como o número três da direção do PCC e suspeita que era um dos encarregados por controlar o tráfico de droga no Paraguai.

Mais Notícias