As próximas medidas de Trump: proibir refugiados e construir muro

Presidente norte-americano anunciou que dia de hoje seria muito importante para a segurança nacional

O presidente dos Estados Unidos deverá assinar hoje várias ordens relacionadas com a imigração, preveem os especialistas, depois de Donald Trump ter anunciado que hoje seria um "grande dia para a segurança nacional". "Entre outras coisas, iremos construir o muro", anunciou no Twitter.

Trump deverá proibir a entrada de refugiados nos Estados Unidos por alguns meses, exceto para as minorias religiosas que fogem à perseguição, pelo menos até que esteja em vigor uma ordem mais severa. Além disso, o novo presidente norte-americano deverá bloquear os vistos atribuídos a pessoas da Síria, Iraque, Irão, Líbia, Somália, Sudão e Iémen, segundo os especialistas não identificados ouvidos pela Reuters.

Promessa de campanha, Trump reafirmou a intenção de construir um muro na fronteira com o México, de forma a diminuir a imigração ilegal.

Inicialmente, o então candidato republicano afirmou que queria banir a entrada de muçulmanos no país como forma de proteger os Estados Unidos de ataques jihadistas. Depois, acabou por indicar que iria focar as restrições nos países cujos migrantes pudessem constituir uma ameaça em vez de impor uma proibição generalizada a uma religião específica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG