Argentina dá como mortos os 44 tripulantes do submarino desaparecido

Marinha anunciou que já não procura sobreviventes

Duas semanas após o desaparecimento do submarino ARA San Juan no Atlântico sul, a Marinha argentina anunciou hoje o fim das buscas por sobreviventes. O porta-voz da Armada. Enrique Balbi, afirmou que prosseguirão as buscas pelo submarino, mas que já está afastada a hipótese de haver ainda "salvamento de pessoas".

O ARA San Juan desapareceu a 15 de novembro com 44 pessoas a bordo. Na última comunicação, o comandante alertou para o início de um incêndio a bordo. Desde então as autoridades perderam o rasto ao submersível, com as operações de busca das últimas duas semanas a revelarem-se infrutíferas. Na passada semana a Marinha avançou que houve uma explosão no submarino duas horas depois da última comunicação.

O Ministério da Defesa e a Marinha vão continuar agora com a fase seguinte, reduzida à busca, e já não ao resgate, do San Juan.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG