Após 45 anos da sua morte Umm Kulthum voltou a ilustrar o Cairo

A lendária ícone musical do Egito, Umm Kulthum, esteve de volta aos palcos 45 anos após a sua morte, através dum holograma. O concerto foi organizado pelo Centro Nacional de Cultura.

O concerto organizado pelo Centro Nacional de Cultura do Egito encheu a sala da casa da Ópera do Cairo com a voz profunda e ressonante de Umm Kulthum, que encantou o mundo árabe por décadas, e inspirou cantores ocidentais como Bob Dylan e Robert Plant. Foi utilizada a técnica virtual de holograma para construir imagens tridimensionais a partir da difração da luz, criando uma figura muito próxima à realidade.

A atual ministra da Cultura do Egito, Ines Abdel-Dayem, destacou o papel deste tipo de técnicas altamente avançadas na preservação da herança egípcia. Justificou ainda, a escolha de Umm Kulthum para o espetáculo, ao dizer que "a cantora icónica ainda vive no coração de pessoas de todo o mundo árabe".

Na entrada da casa da Opera, na capital egípcia, uma grande placa dourada com a imagem da cantora recebia os visitantes, além de um cartaz com a inscrição "Estrela do Oriente, Umm Kulthum" - seu apelido mais popular.

Quando as cortinas se levantaram, um halo de luz apareceu no centro do palco, e logo se transformou numa composição virtual tridimensional da falecida cantora.

Numa nostalgia dos concertos lotados de décadas atrás, o holograma - construído com um vestido roxo brilhante e apertando por um lenço com a assinatura de Umm Kulthum - cantou uma das suas canções mais famosas: You played with my heart [Brincaste com o meu coração].

Os seus concertos duraram horas e as transmissões pela rádio ao vivo atraíam grandes audiências.

Umm Kulthum nasceu no final do século XIX e a sua carreira durou entre os anos 1920 e a sua morte em 1975, tendo um impressionante repertório de canções e poesia religiosas, patrióticas e sentimentais.

A performance de Umm Kukthum no Cairo não é a primeira a ser apresentada em holograma. Em abril de 2019, um holograma do lendário cantor egípcio Abdel Halim Hafez apresentado no Manara Hall (Cairo), ao lado da cantora libanesa Carol Samaha, foi o primeiro concerto a ser apresentado no Egito neste formato. Intitulado "Helm" (Dream). A performance foi dirigida por George Kalta, acompanhado por uma orquestra ao vivo de quase 45 músicos, segundo o website Masrawy.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG