Andou 1300 km para votar em Biden

Joe La Muraglia está registado para votar em Savannah, na Geórgia, mas vive em Boston, no Massachusetts. Por isso quando o boletim de voto por correspondência não chegou a tempo, fez-se à estrada para ir depositar o voto na urna.

Mais de cem milhões de americanos votaram antecipadamente nestas eleições. Mas Joe La Muraglia não teve essa oportunidade. O americano de 52 anos está registado para votar em Savannah, na Geórgia, mas vive em Boston, no Massachusetts. Ora quando o boletim de voto por correspondência não chegou a sua casa a tempo, Joe fez-se à estrada.

Foram quase 1300 quilómetros que o americano de 52 anos percorreu para poder votar em pessoa.

Apesar de viver em Boston com o companheiro, Joe nunca mudou a residência. Por isso em setembro decidiu pedir o boletim de voto por correspondência.

Mas um erro nos correios fez com que o boletim acabasse entregue na Virgínia, onde o marketeer nunca viveu.

Há uma semana, Joe decidiu que iria votar na mesma. Conduziu durante 15 horas para votar em pessoa em Savannah, numa Geórgia que pode ser decisiva para o vencedor. E o seu voto foi para Joe Biden e Kamala Harris. "Acredito que o ticket democrata defende os meus interesses. Mas esta eleição não é sobre democratas e republicanos. É sobre o futuro do país".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG