Alemanha detém cinco islamitas que estariam a planear atacar bases dos EUA

Quatro dos suspeitos foram detidos esta quarta-feira no estado da Renânia do Norte-Vestfália e um quinto já estava preso. Eram todos naturais do Tajiquistão.

As autoridades alemãs detiveram esta quarta-feira quatro suspeitos de pertencerem ao grupo extremista Estado Islâmico que, alegadamente, planeavam um ataque contra instalações militares norte-americanas na Alemanha. Um quinto suspeito já tinha sido detido antes.

Os procuradores responsáveis pelo caso disseram que os suspeitos foram presos em vários pontos do estado da Renânia do Norte-Vestfália.

Os indivíduos que já foram identificados pelas autoridades alemãs são naturais do Tajiquistão sendo que um deles esteve preso até 2019 por crime de fogo posto.

De acordo com a Procuradoria Federal, os cinco homens pertencem ao Estado Islâmico desde janeiro do ano passado tendo estabelecido contactos com a cúpula do grupo extremista.

As mesmas fontes indicaram que inicialmente planeavam um ataque no Tajiquistão mas encontravam-se atualmente a preparar uma ação contra uma base aérea dos Estados Unidos na Alemanha, depois de ter recebido ordens de membros do grupo islamita na Síria e no Afeganistão.

Os cinco estariam a planear atacar as bases norte-americanas na Alemanha e já tinham comprado peças para o fabrico de bombas online, tendo ainda armazenado armas e munições.

Segundo as autoridades alemãs estariam também a planear o assassinato de uma pessoa que tinha criticado publicamente o islão e já tinham começado a vigiar a vítima.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG