Agência Europeia do Medicamento antecipa para 6 de janeiro a decisão sobre vacina da Moderna

Na próxima segunda-feira (21 de dezembro), a Agência Europeia do Medicamento deverá aprovar a vacina da Pfizer e da BioNTech.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou, esta quinta-feira, que decidiu antecipar de 12 para 6 de janeiro a sua decisão sobre uma autorização da vacina contra a covid-19 da Moderna.

O laboratório norte-americano enviou à EMA informação complementar antes do limite dos prazos e a Agência Europeia "agendou uma reunião extraordinária, a 6 de janeiro de 2021, para tomar uma decisão, se for possível".

"A reunião planeada para 12 de janeiro de 2021 será mantida, caso seja necessário", informou o regulador europeu.

Um ensaio clínico com 30 400 pessoas revelou que a vacina da Moderna foi 94,1% eficaz na prevenção da covid-19 em comparação com um placebo, tendo um desempenho ligeiramente melhor em adultos mais jovens em comparação com os idosos.

A diretora-geral da EMA, Emer Cooke, disse que a Agência Europeia, que tem estado sob pressão para que haja maior rapidez na avaliação das vacinas, mostrou que é capaz de responder.

Cooke afirmou, em comunicado, que o regulador europeu conseguiu antecipar a calendarização da avaliação das vacinas contra a covid-19 "devido aos esforços incríveis de todos os envolvidos nas avaliações".

"O número de infeções está a aumentar em toda a Europa e estamos cientes da enorme responsabilidade que temos em colocar uma vacina no mercado o mais rápido possível , enquanto mantemos a robustez de nossa revisão científica", afirmou.

O Reino Unido e os Estados Unidos já deram luz verde à utilização de emergência da vacina Pfizer/BioNTech, estando já em curso a campanha de vacinação, colocando, ainda mais, sob pressão a Agência Europeia do Medicamento.

Regulador europeu deverá aprovar vacina da Pfizer a 21 de dezembro

Perante a crescente pressão, sobretudo da parte da Alemanha, a EMA antecipou para 21 de dezembro, na próxima segunda-feira, uma reunião decisiva para concluir a aprovação da vacina desenvolvida pela BioNTech e Pfizer. O anúncio desta reunião surgiu na terça-feira, precisamente no dia em que o ministro da Saúde da Alemanha exigiu ao regulador a aprovação da vacina antes do Natal.

De acordo com a EMA, está agendada para 21 de dezembro uma reunião extraordinária do seu Comité de Medicamentos Humanos (CHMP) para concluir, se possível, a aprovação da vacina desenvolvida pelos laboratórios da BioNTech e da Pfizer.

Ainda assim, a reunião agendada para 29 dezembro, data inicialmente prevista para a tomada de decisão, será mantida por precaução, tal como acontece com a reunião que foi inicialmente marcada para uma decisão sobre a vacina da Moderna.

Vacinação nos países da União Europeia começa a 27 de dezembro

A ministra da Saúde, Marta Temido, declarou esta quinta-feira, em conferência de imprensa, após uma reunião com responsáveis do planeamento da vacinação, que a Agência Europeia do Medicamento poderá emitir a 23 de dezembro a autorização condicional de introdução no mercado e que as primeiras doses de vacina poderão chegar a Portugal no dia 26.

"A entrega das vacinas ainda se materializará no mês de dezembro e países [da União Europeia] estimam que calendário de vacinação possa ser alinhado entre todos e ser iniciado a 27 de dezembro", disse Marta Temido.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia já tinha dito esta quarta-feira que estava previsto todos os países da UE começarem a vacinação no mesmo dia, tendo hoje garantido, através de uma publicação no Twitter, que "a vacinação vai começar em toda a UE a 27, 28 e 29 de dezembro". "Nós protegemos juntos os nossos cidadãos", acrescentou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG