Tanish Abraham tem 12 anos e foi aceite em duas universidades

Tem aulas em casa desde os sete anos porque era muito mais rápido do que os colegas de escola. Quer ser médico e, quem sabe, presidente dos EUA

Tanish Abraham, de Sacramento, na Califórnia, foi aceite em duas universidades: na Universidade de Santa Cruz e na Universidade de Davis, na Califórnia. Com objetivos bem definidos, o rapaz de 12 anos quer ser médico, investigador na área da medicina e até presidente dos Estados Unidos da América.

Apesar da tenra idade, Tanish assiste a aulas universitárias desde os sete anos e acabou o secundário com 10. Já tem três cursos, que concluiu na universidade comunitária de Sacramento, ao pé de casa. Foi o melhor aluno da turma e o mais novo a formar-se naquela instituição.

"Fiquei muito entusiasmado quando fui aceite em Santa Cruz e Davis", contou à CNN.

Para já, ainda não decidiu em que universidade quer estudar: tem até junho para o fazer. E mostra-se ansioso pela nova etapa, pois finalmente poderá começar trabalho de investigação em laboratório. As expectativas estão elevadas, tal como as suas ambições: o objetivo é fazer carreira em cardiologia ou neurologia.

Tanish tem contado com o apoio incondicional dos pais. A mãe é veterinária e o pai engenheiro de software. Ambos concordaram em tirá-lo da escola pública aos sete anos para que tivesse aulas em casa, já que o ritmo a que aprendia exigia medidas diferentes.

"Ele gosta muito de aprender e é muito, muito determinado", revelou a mãe, Taji.

A irmã mais nova de Tanish tem 10 anos e tem trilhado um percurso semelhante ao do irmão, mas os seus interesses divergem: gosta de música e línguas estrangeiras. Os dois têm uma página no Facebook onde partilham os acontecimentos do dia-a-dia e as aventuras da infância como crianças prodígio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG