O que disse Sarah Palin no comício de Trump? Seis coisas

Ex-candidata a vice-presidente regressou à cena política para apoiar o multimilionário

Sarah Palin está de volta. Num discurso explosivo, a candidata do Partido Republicano à vice-presidência nas eleições norte-americanas de 2008, reapareceu ontem à noite num comício do multimilionário Donald Trump no Iowa.

Comentadora política da Fox News e estrela no seu próprio reality show, a ex-governadora do Alasca, de 51 anos, declarou que o candidato à nomeação republicana para presidente dos EUA é "um mestre na arte do negócio" e pode "fazer a América grande outra vez".

Aqui ficam algumas das frases mais polémicas da noite, entre críticas à política internacional do atual chefe do Estado, Barack Obama, bem como ao Partido Republicano:

Sobre o sonho americano

- "O seu poder e a sua paixão, é disso que é feita a América. Unida pela ética de trabalho, sonhos e fé no Todo-Poderoso. Uma combinação poderosa"

Sobre os jihadistas

Estão prontos para um comandante em chefe que vai deixar os nossos guerreiros fazer o seu trabalho e dar cabo do Estado Islâmico?

Sobre o conservadorismo de Trump

"Trump não é suficientemente conservador?

O que é que eles sabem sobre ser conservador?"

Sobre Deus e os EUA

- "Chega de cobardia. As nossas tropas merecem o melhor, vocês merecem o melhor. Ele pertence ao setor privado, não é um político. Quem me dá um Aleluia?"

Sobre os Media

- "Os media têm a cabeça às voltas. Isto vai ser divertido"

Sobre a liderança internacional de Barack Obama:

- "Nós ajoelhamo-nos e dizemos 'obrigado, inimigo'"

Leia aqui o discurso completo de Sarah Palin (em inglês)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG