Spotify testa filtro para letras que contenham calão

Funcionalidade só está disponível para clientes premium e tem como objetivo impedir crianças de ouvir músicas para adultos. Mas há quem esperasse mais da plataforma de streaming

O Spotify, maior plataforma mundial de streaming de músicas, adicionou às suas configurações um recurso que, ao ser ativado, leva a que as músicas que contenham expressões em calão sejam completamente ignoradas.

A funcionalidade tem como principal objetivo impedir as crianças, que têm acesso à aplicação através da conta dos pais, de acederem a músicas para adultos. Mas há clientes insatisfeitos devido às limitações da nova funcionalidade, que era pedida em fóruns de opinião de há seis anos a esta parte.

Uma das limitações tem a ver com o facto de as faixas impróprias não terem uma versão censurada como acontece nas rádios. Ou seja, as músicas que contenham linguagem para adultas não podem ser ouvidas pelas crianças quando a funcionalidade estiver ativada.

Outro problema diz respeito à ausência de um PIN ou de uma password. Qualquer pessoa, incluindo os mais novos, consegue mudar as configurações desde que tenha a aplicação aberta.

O Spotify descreve o filtro como uma "versão beta" e diz que está sendo testado para "alguns clientes". Por outras palavras, apenas os clientes premium têm acesso a esta nova funcionalidade que não parece satisfazer a generalidade dos seus subscritores. "Testamos em permanência novos produtos e experiências no Spotify, mas não temos mais notícias para partilhar sobre o lançamento de uma nova funcionalidade neste momento", disse a empresa em comunicado

Mais Notícias

Outras Notícias GMG