Os títulos do DN deste domingo

Veja em pormenor a primeira página do Diário de Notícias que encontra de manhã nas bancas.

A manchete do DN deste domingo é uma frase do advogado, dita ao nosso jornal, do trabalhador que morreu na A6 atingido pelo automóvel em que seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

"Não sei porque é que o Nuno foi ao separador central".

Nuno Santos estava do lado contrário às obras na autoestrada quando foi, a 18 de junho, atropelado mortalmente por um carro oficial do MAI. Não há, até hoje, explicação para a sua presença ali, que, alegadamente, violará as normas de segurança impostas pela Brisa. Leia este domingo a autópsia de um caso jurídica e humanamente "muito complicado".

Destaque fotográfico vai para entrevista a Carlos França, MNE brasileiro diz que há 600 empresas de capital português no Brasil e acredita que há espaço para mais.

Também em destaque:

- Nelson Marques. "Modelo de masculinidade dominante é nocivo para os homens"

- Desporto. Terão os EUA descoberto o novo Bolt?

- Laura Falcó Lara. Bruxas, mistérios e magias de Churchill e de Hitler

Outros títulos:

- Oceanos. Em 2048 haverá mais plástico do que peixe no mar se nada for feito. Economia circular precisa-se

- Cercal do Alentejo. O projeto de painéis solares de que ninguém gosta

- Adriano Moreira: "Nunca esqueço o Guerra Junqueiro, poeta da minha infância em Trás-os-Montes"

Mais Notícias

Outras Notícias GMG