Irão também pondera bloquear o Telegram

Líder supremo do país anunciou que as entidades governamentais iam deixar de usar a aplicação

Depois da Rússia, o Telegram também pode vir a ser bloqueado no Irão, tudo porque Ayatollah Khamenei, o líder supremo do país, comunicou que as entidades governamentais não iriam usar mais a popular aplicação de mensagens encriptadas, noticia o diário britânico The Guardian.

Atualmente, o Telegram conta com cerca de 40 milhões de utilizadores no Irão, um valor que pode parecer inferior, tendo em conta que atualmente cerca de 50 milhões de iranianos dispõem de acesso à Internet.

Ainda não é conhecido o resultado da decisão tomada por Ayatollah, e se este poderá ser um controlo mais restrito ou um caminho para que a aplicação seja totalmente banida.

A Rússia tem imposto uma forte censura no Telegram, chegando ao ponto de as entidades governamentais do país ponderarem o bloqueio de serviços de cloud da Google e da Amazon, para prevenir que os utilizadores consigam dar a volta ao bloqueio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG