Elvis Presley vivo? A "conspiração" ganha vida na televisão

Uma das mais famosas teorias da conspiração está prestes a ganhar vida no pequeno ecrã.

Os criadores do fenómeno Sharknado preparam-se para começar um novo projeto sobre Elvis Presley, que explora a ideia (que muitos acreditam ser verídica) de que o rei do rock 'n' roll está, na realidade, vivo.

Mark Cuban, diretor do canal por cabo AXS, que vai transmitir o thriller, frisou, em comunicado oficial, que este vai celebrar "a vida e o legado do Rei, ao construir um enredo único e original que explora bem conhecidas teorias da conspiração e permite aos espectadores formar as suas próprias conclusões".

Atualmente em pré-produção, Elvis Lives! vai incluir imagens exclusivas de atuações do músico norte-americano, bem como entrevistas reveladoras a pessoas próximas de si e a nomes influentes da indústria musical e cinematográfica. "Pretendemos fazer pela vida do Elvis Presley o que o Sharknado fez pelos tubarões voadores", sugeriu ainda o presidente da produtora Asylum (por detrás deste projeto) David Rimawi.

O canal AXS disponibilizou ainda uma pequena sinopse do futuro telefilme: "E se o Elvis não tivesse mesmo partido? Atormentado por um pesado vício de drogas e pela sua voz já tremida, o Rei está desesperado por resolver as coisas consigo próprio, com o seu irmão falecido e com Deus. As suas tentativas de voltar ao caminho certo são sabotadas, no entanto, depois de ele ajudar as autoridades a desmantelar um poderoso sindicato criminal, colocando a sua família em perigo e iniciando um percurso que vai mudar a sua vida para sempre".

A versão oficial dos factos reza que Elvis Presley morreu a 16 de agosto de 1977, aos 42 anos. Foi encontrado morto no chão da casa de banho da sua mansão no Tennessee, EUA, pelo seu manager Jerry Esposito - vítima de uma arritmia cardíaca que muitos suspeitam ter sido provocada pelo consumo excessivo de drogas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG