Ela era demasiado magra e o anúncio foi banido

Regulador britânico considerou que posição e maquilhagem da manequim acentuavam magreza extrema

Um anúncio da marca italiana Gucci foi proibido no Reino Unido pela entidade que regula os padrões no mercado publicitário - a ASA (Advertising Standards Authority na sigla inglesa) - porque a modelo que o protagoniza é demasiado magra.

O anúncio, que foi publicado na edição online do jornal britânico Times em dezembro, fazia parte de uma campanha da Gucci que começou com a divulgação na internet de um vídeo em que vários manequins surgiam a dançar. Os modelos foram depois fotografados individualmente, tendo sido uma dessas imagens que a ASA optou por banir no Reino Unido, na sequência de uma reclamação que considerava o anúncio irresponsável, porque os manequins eram demasiado magros e com aspeto pouco saudável. A imagem principal no cartaz publicitário é a de uma mulher, encostada a uma parede e fotografada de perfil; ao fundo, está um modelo masculino, sentado no chão.

Segundo o The Guardian, a Gucci defendeu-se explicando que o anúncio era destinado a um público-alvo mais maduro e sofisticado. A casa mãe da marca italiana, a Guccio Gucci, também respondeu, assim como o Times, ambos considerando que a ideia de uma modelo magra ao ponto de parecer pouco saudável é "subjetiva". Para a Gucci, os manequins no anúncio são pessoas de constituição magra, mas que não foram retratados de forma a evidenciar qualquer magreza extrema: os ossos não estão visíveis e a iluminação da fotografia foi trabalhada para não evidenciar os corpos esguios.

Não foi, porém, esta a posição do regulador britânico: referindo-se sobretudo à manequim em destaque, considerou que o seu corpo era desproporcionado e demasiado magro. "A pose alongava-lhe o tronco e acentuava-lhe a cintura para que parecesse muito fina", escreveu a ASA. "Consideramos igualmente que a expressão facial sombria e a maquilhagem escura, particularmente nos olhos, faz com que a sua face pareça cadavérica, Por estas razões, consideramos que a modelo que está apoiada na parede parece demasiado magra e pouco saudável nesta imagem, e concluímos portanto que o anúncio foi irresponsável".

A ASA aconselhou ainda a Gucci a usar imagens mais responsáveis dos manequins em futuras campanhas publicitárias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG