Anthony Bourdain: mais do que um "chef", um ativista político

Sexta temporada de "Viagem ao Desconhecido" chega esta terça-feira ao 24 Kitchen

Cuba, onde se vive a expetativa de um estreitar de laços com os vizinhos Estados Unidos, é o ponto de partida da sexta temporada do documentário on the road de Anthony Bourdain, Parts Unknow (Viagem ao Desconhecido, na tradução para português). Como o nome indica, o formato conduzido por aquele que é, a par de Jamie Oliver e Gordon Ramsay, um dos chefs mais famosos do mundo, serve para mostrar destinos que, embora até possam ter o seu quê de turístico, foram de alguma forma esquecidos pelo mundo.

Mais do que um programa sobre comida e costumes locais, Anthony Bourdain: Parts Unknow é um formato sobre política. Sobre terras destruídas pela guerra, por desastres ambientais, devastadas por crises económicas ou por regimes ditatoriais. E Bourdain, aqui, já não é um chef. É jornalista, moderador, ativista. A comida e a gastronomia, personagens principais nos formatos anteriores conduzidos pelo cozinheiro norte-americano de 59 anos, são cada vez mais um pretexto para, à mesa, se debaterem temas da atualidade.

Na quarta temporada do formato, gravada em 2014, o jornalista norte-americano Jason Razaian, radicado em Teerão, foi, juntamente com a família, um dos convidados do programa de Bourdain. Poucos dias depois, Razaian e a mulher, a também jornalista Yeganeh Salehi, eram presos na sua própria casa. Yeganeh foi libertada mas Jason passou 18 meses na infame prisão de Evin, na capital iraniana, acusado, entre outros crimes, de espionagem. O jornalista norte-americano (filho de pai iraniano) acabaria por ser libertado, juntamente com outros três conterrâneos, numa troca de prisioneiros entre os EUA e o Irão, uma demonstração simbólica do estreitar de laços entre os dois países.

Ironicamente, a Bourdain, Razain dizia: "Amo e odeio o Irão. Tenho saudades de certas coisas dos Estados Unidos, dos meus amigos, de beber certas bebidas com eles e comer burritos. Mas amo o Irão. É a minha casa". Na CNN (casa-mãe do programa) Anthony Bourdain apelou à libertação do jornalista. "Não consigo perceber o que é que eles poderão ter feito para isto lhes acontecer. Espero que a participação deles no programa não tenha tido nada a ver com isto", afirmou na altura o chef.

Mais fatídico foi o destino de Boris Nemtsov, líder da oposição russa, que surge no sexto episódio da terceira temporada de Parts Unknow. Nemtsov, ex-vice-primeiro-ministro russo e crítico de Putin, foi morto a tiro em fevereiro do ano passado. Um ano antes, conversavam, à mesa, claro, sobre a realidade política russa. "Aqui, se se tem uma boa relação com Putin, consegue-se fazer negócios, comprar propriedades. Mas, se algo corre mal, vai-se parar à cadeia", dizia na altura Nemtsov.

Myanmar, Líbia, Jerusalém (com uma muito policiada passagem pela faixa de Gaza), Tanzânia e Madagáscar, são alguns dos destinos pouco convencionais por onde Parts Unknow já passou. Em cada destino, os problemas da população, o crime e a corrupção surgem no menu, sempre com Bourdain a querer perceber de que se alimentam as almas, os regimes, as revoluções.

Até 2000, Anthony Bourdain era um chef desconhecido do grande público. Estava aos comandos da Brasserie Les Halles, em Nova Iorque... até que lançou o livro Cozinha Confidencial, uma obra polémica sobre os bastidores dos restaurantes de luxo, com descrições pormenorizadas de cenas de sexo, discussões acesas e pormenores menos simpáticos da indústria da restauração. A obra (que funcionou também como uma autobiografia, onde o chef fala do seu passado como consumidor de drogas) catapultou-o para a fama e, pouco tempo depois, transformou-o numa celebridade televisiva.

Seguiu-se A Cook"s Tour (com dois episódios gravados em Portugal, no Porto e na região do Douro), No Reservations (com nove temporadas e dois prémios Emmy arrecadados), que teve dois episódios gravados em Portugal, em Lisboa e nos Açores, e ainda The Layover. Em 2012, Bourdain abandona a sua parceria de uma década com o Travel Channel para chegar a outro patamar televisivo, a CNN. Em 2013 estreia-se a primeira temporada de Parts Unknow que, até ao momento, já ganhou três prémios Emmy. O primeiro episódio da sexta temporada chega esta terça-feira ao canal 24 Kitchen, às 23.30.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG