A mulher que fez Obama dançar já se despiu para a Playboy

Um dos nomes maiores do tango, Mora Godoy mostrou o seu corpo na revista masculina. "Foi a cereja no topo do bolo", disse

Tinham-lhe dito que estava terminantemente proibida de se aproximar dele. Mas Mora Godoy não fez caso e, quando Barack Obama chegou a um jantar de gala em Buenos Aires, durante a sua recente visita histórica à Argentina, a bailarina de tango ignorou o protocolo. Não só foi ter com o número 1 dos Estados Unidos como ainda o convidou para dar uns passos de dança. "Está bem, eu vou. Mas sigo-a, OK?", avisou-lhe Obama. O momento - imortalizado em imagens e vídeos - encheu jornais e sites em todo o mundo. Afinal, o presidente norte--americano tinha dançado tango perante o olhar derretido da primeira-dama Michelle Obama. Passadas duas semanas, sabe-se que, afinal, a mulher com quem bailou não é apenas uma das melhores nessa arte, mas que também já se despiu para a revista Playboy.

Mora Godoy é das poucas profissionais que a Argentina podia ter chamado a entreter o chefe de Estado no Salón de los Escudos no Centro Cultural Kirchner, nesse dia decorado com velas e centros de rosas brancas nas meses. A bailarina - formada em dança clássica - e coreógrafa de 43 anos é uma das mais reconhecidas representantes da arte desse país. Os espetáculos que protagoniza percorrem os cinco continentes e a procura por ingressos é superior à normal - em 2011, por exemplo, Amor Tango contou com mais de 200 mil espectadores. Um dos pontos altos da sua carreira (até agora) aconteceu há dez anos, quando os Rolling Stones visitaram a Argentina e Mora Godoy esteve com a banda de rock como "representante maior" de tango.

Ainda em 2006, a bailarina esteve na capa de uma das edições argentinas da Playboy: sentada numa cadeira, de costas e totalmente nua. Nas páginas interiores, mostrava os seus dotes em passos de tango, mas sempre em topless. "A minha popularidade não me chegou apenas de ter posado nua para a revista, mas também por ter feito um show exclusivo para os Rolling Stones, por ter dançado para o professor Daniel Barenboim e ter protagonizado [o musical argentino] Tanguera [que coreografou ao lado de Gustavo Zajac]", disse.

Ainda assim, não esconde o orgulho da produção que fez para a revista para adultos - que desde o final de 2015 deixou de publicar nus integrais. "Não me sinto uma coelhinha, mas sinto-me uma leoa", explicou Godoy, para quem ter aparecido na capa da Playboy foi "a cereja no topo do bolo".
Mora esteve casada durante cinco anos com Diego Romay, outro dos nomes maiores do tango - com quem fez par - e filho do magnata dos media argentino Alejandro Romay. "Direta, sensual e decidida", define-se a si própria, parece ter apenas uma fraqueza: a filha, Aramí, de 9 anos (cujo nome é tradicional do Paraguai, onde nasceu a família paterna). "Não é fácil ser-se mãe solteira. O pai vê-a muito pouco. E ela fica desesperada quando eu tenho de me ausentar [do país em trabalho]. É duro."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG