PEV diz que Governo está disponível para suspender pagamento por conta do IRC

Deputado José Luís Ferreira diz que o Executivo também demonstrou abertura para criar um fundo de tesouraria destinado às pequenas e micro empresas.

A delegação do PEV saiu esta segunda-feira da reunião com o Governo sublinhando a abertura do executivo às duas propostas avançadas pelo partido.

"Em concreto, colocámos duas propostas em cima da mesa para as micro e pequenas empresas, a primeira das quais tem a ver com a necessidade de se criar um fundo de tesouraria que permita assegurar o pagamento de salários, de rendas e de outros custos fixos. Este fundo de tesouraria deverá ter um período de carência de cerca de dois anos e com uma taxa de juro zero", afirmou José Luís Ferreira.

Segundo o deputado ecologista, a segunda proposta apresentada pelo PEV relaciona-se "com a suspensão do pagamento por conta do IRC".

"É absolutamente necessário suspender pelo menos este ano esse pagamento por conta", advogou, dizendo, depois, que o executivo demonstrou abertura face a essa proposta, assim como em relação à medida para a criação de um fundo de tesouraria para as pequenas e micro empresas.

O deputado do PEV disse mesmo ter saído "agradado" da reunião com o Governo, dizendo que se verificou "recetividade", tanto em relação à criação do fundo de tesouraria, como no que concerne à suspensão do pagamento por conta.

"Não foi assumido aqui nenhum compromisso, mas o Governo disse que essa proposta do fundo de tesouraria também estava no seu radar. Quanto à suspensão do pagamento por conta do IRC para as pequenas e médias empresas, também nos pareceu haver abertura do Governo para ponderar seriamente essa medida", acentuou.

O deputado do PEV considerou, no entanto, que "ainda é cedo" para definir uma posição sobre os diplomas do Governo, até porque, durante a reunião de hoje, nenhum documento escrito foi entregue por parte do executivo.

As reuniões que vão decorrer ao longo do dia de hoje e de amanhã na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, visam apresentar aos partidos as linhas gerais do Executivo para o Programa de Estabilização Económica e Social, com o objetivo de fazer frente aos efeitos económicos da pandemia de covid-19. Esta segunda-feira António Costa reúne com o PCP, PEV, BE e PAN. Amanhã será a vez dos restantes partidos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG