Exclusivo Um clube que não desiste de levar os lisboetas para o rio

A Associação Naval de Lisboa foi fundada em plena monarquia, com o alto patrocínio do rei D. Pedro V. Passados 165 anos, continua a sofrer do estigma de que a vela e o remo são modalidades elitistas, mas o pior são as barreiras arquitetónicas que impedem o acesso ao Tejo.

As paredes da Associação Naval de Lisboa estão cheias de história. Tem a data de 1854 o "Regulamento das Regattas do Tejo" que ali está exposto. E é de 1856 o cartaz emoldurado que dá a conhecer o programa de uma regata em Paço d'Arcos "sob a proteção de Sua Magestade Fidelíssima o Rei D. Pedro V". Nos dois anos que passaram entre um e outro foi constituído aquele que é atualmente o clube desportivo em atividade mais antigo de Lisboa e do país, além de ser o clube náutico mais antigo da Península Ibérica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG