Parque de campismo nos anos 1960.
Exclusivo

setúbal

"Guardiões de Albarquel" recordam a praia que separava setubalenses e turistas e que hoje brilha

A receber investimentos que a fazem ser cada vez mais procurada por turistas, Albarquel, a primeira praia da linha da Arrábida, não perde a identidade familiar. E as histórias de outros tempos.

Em 2021, Albarquel viu ser hasteada a bandeira "Praia Acessível - Praia para Todos" e ser reaberto o antigo forte militar, onde a aristocrata inglesa Helen Hamlyn investiu um milhão de euros. Mas, na memória dos que se dizem "guardiões" desta praia de Setúbal, fica o tempo em que ela era lugar de divisão social. Em tendas improvisadas, num areal cheio de pedras, ali acampavam os garotos e as famílias de pescadores do Viso e do Troino. Do outro lado da muralha rochosa, no parque de campismo, caravanistas veraneavam. Os dois mundos raramente se cruzavam.

Com o olhar esticado desde o antigo edifício dos Estaleiros do Sado até à muralha que guarda o acesso à praia de Albarquel, José Ricardo, com 67 anos, Jaime Santos, com 70 e Idaleciana Soares nos seus inabaláveis 87 anos guardam o Parque Urbano de Albarquel, ao serviço da Câmara de Setúbal. Um espaço onde outrora os meninos do Troino e a menina do centro da cidade viam "um mundo inacessível, apenas reservado para turistas endinheirados".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG