Exclusivo Trunfo de Sánchez na Catalunha baralha as contas independentistas

Candidatura do ministro da Saúde, Salvador Illa, às eleições catalãs foi anunciada de surpresa no fim de 2020 e as sondagens já lhe dão a vitória. Apoio à independência em queda.

O socialista catalão Salvador Illa era quase um desconhecido quando assumiu, a 13 de janeiro de 2020, a pasta da Saúde em Espanha. Num país onde esta área é da responsabilidade dos governo autonómicos, o cargo não era visto como importante - o Unidas Podemos terá até recusado a pasta nas negociações para a formação da coligação com o PSOE. Há um ano, a covid-19 era algo distante, que só preocupava a China. Mas o novo coronavírus espalhou-se pelo mundo e, diante da pandemia, Illa tornou-se num dos rostos mais conhecidos do governo. Há menos de um mês, soube-se que será o candidato dos socialistas às eleições autonómicas na Catalunha. Pedro Sánchez lançou o seu trunfo e já está a ter resultados: Illa surge à frente das sondagens e baralha as contas dos independentistas.

Em março, 62% dos espanhóis não sabiam quem era o seu ministro da Saúde, segundo uma sondagem do Centro de Investigações Sociológicas (CIS). Em outubro, depois do confinamento e do estado de alarme e apesar dos números de casos e de mortes por covid-19 em Espanha, 85% identificavam corretamente Illa - com os seus famosos óculos de massa preta. E ele era o segundo ministro com melhor avaliação do governo (uma média de 4,7), atrás apenas da titular da pasta da Economia, Nadia Calviño (5), e aparecendo à frente do próprio primeiro-ministro (4,3).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG