Resgatados mineiros presos a 900 metros de profundidade numa mina do Canadá

Os últimos seis de um total de 39 trabalhadores abandonaram esta quarta-feira a mina onde estavam retidos desde domingo.

Os últimos seis mineiros que ficaram presos durante três dias a 900 metros de profundidade no leste do Canadá foram resgatados esta quarta-feira, anunciou a equipa de resgate e o grupo Vale, proprietário da mina.

Um total de 39 trabalhadores, ao serviço da empresa mineira brasileira Vale, ficaram presos no domingo de manhã a cerca de 900 metros de profundidade numa mina em Sudbury (província de Ontário), localidade a 400 quilómetros a norte de Toronto.

Trinta e três mineiros já tinham sido resgatados na terça-feira, após trabalhos que procuraram salvar os trabalhadores que tinham ficado retidos depois de um equipamento pesado ter colidido com o elevador do principal sistema de transporte da mina, o que provocou uma avaria no sistema de carga entre níveis e deixou os trabalhadores encurralados.

"Foi muito comovente ver o último voltar à superfície", disse Shawn Rideout, chefe das equipas de resgate, logo após a libertação do último dos seis mineiros a sair.

Estes últimos, que passaram quase três dias presos na mina, "foram acolhidos pelos cônjuges e filhos", explicou Rideout, acrescentando que nenhum deles ficou ferido e que todos tiveram acesso a comida e água desde domingo.

Contudo, quando deixou a mina na terça-feira, Kyle Arcand, um mineiro que passou dois dias no subsolo, disse que a situação era de tensão.

"Ficámos ansiosos porque não sabíamos exatamente quando íamos sair, ou quanto tempo iríamos permanecer na mina", disse Arcand.

Os mineiros conseguiram sair através de centenas de metros de escadas, mas alguns, fisicamente incapazes de fazer toda a subida após um longo período debaixo da terra, tiveram de ser içados com cordas.

"Todos os funcionários estão seguros agora e merecem o nosso profundo respeito pela sua resiliência", disse o diretor administrativo da empresa Vale, Eduardo Bartolomeo, num comunicado.

Todas as operações na minha em Sudbury, onde trabalham cerca de 200 funcionários, foram encerradas desde domingo e o grupo empresarial disse que uma avaliação seria feita antes de retomar a produção.

A mina em Sudbury foi fechada em 1972, mas foi reaberta em 2014 pelo grupo brasileiro Vale após diversas obras.

Nos primeiros seis meses de 2021, nestas instalações, foram mineradas cerca de 3.600 toneladas de níquel refinado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG