Reparação das infraestruturas na Alemanha, após cheias, vão custar 2 mil milhões de euros

Foram confirmados 165 mortos e 749 feridos na sequência de fortes chuvas e inundações na Alemanha. Centenas de pessoas ainda estão desaparecidas.

Os danos às infraestruturas de transporte e rodoviários causados pelas fortes chuvas e inundações no oeste da Alemanha podem atingir os dois mil milhões de euros, noticiou esta terça-feira o jornal "Bild", referindo-se às estimativas governamentais.

A reparação dos danos causados à via férrea e às estações implicará custos de até 1,3 mil milhões de euros, segundo cálculos do Ministério dos Transportes, citados pelo jornal.

A isso se somam os danos registados em estradas, pontes, torres de comunicação, fornecimento de energia elétrica e gasodutos.

Até a segunda-feira, foram confirmados 165 mortos e 749 feridos, mas centenas de pessoas ainda estão desaparecidas na Alemanha após as inundações.

O Conselho de Ministros alemão vai abordar, na quarta-feira, o montante de um primeiro lote de ajuda direta de emergência às vítimas, que o Ministro das Finanças, Olaf Scholz, quantificou em cerca de 300 milhões de euros.

A chanceler alemã, Angela Merkel, que visitou a região no domingo com a responsável pelo Estado da Renânia-Palatinado, a social-democrata, Malu Dreyer, visitará esta terça-feira outra cidade afetada no Estado da Renânia do Norte-Vestfália.

Neste Estado, Merkel irá encontrar-se com o chefe de Governo da Renânia do Norte-Vestfália, Armin Laschet - o candidato conservador do partido de Merkel a chanceler nas eleições gerais de setembro próximo -, cuja gestão da crise está a ser altamente questionada.

Não há avaliação do montante total da ajuda para a reconstrução, embora o ministro das Finanças, Scholz, e o ministro do Interior, Horst Seehofer, suponham que será de vários mil milhões de euros.

A Bélgica presta homenagem às vítimas das inundações

O precedente, à escala alemã, foi um pacote aprovado em 2013, após inundações que se espalharam por oito dos 16 Estados federais do país e ascenderam a oito mil milhões de euros.

As inundações da semana passada afetaram principalmente os já mencionados Estados da Renânia do Norte-Vestfália e Renânia-Palatinado. Também ocorreram inundações no leste da Saxónia e no sul da Baviera, embora de dimensões menos graves.

A Bélgica presta homenagem nesta terça-feira às vítimas das inundações de uma escala sem precedentes que assolaram a região de Liège (leste) nos dias 14 e 15 de julho, com um dia de "luto nacional" marcado por um minuto de silêncio ao meio-dia local (11:00 em Lisboa).

Na Bélgica, pelo menos 31 pessoas morreram após as inundações que também atingiram o país.

Outros países da Europa Central também foram atingidos pelas fortes chuvas, nomeadamente a França, o Luxemburgo, os Países Baixos e a Suíça.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG