Quatro mesas de voto encerradas por boicotes populares

A estas eleições concorrem 19 candidatos, o que fez com que os boletins de voto sejam umas tiras de papel compridas, ocupando por isso muito mais espaço do que um boletim tradicional.

Quatro mesas de voto para as presidenciais de São Tomé e Príncipe permaneciam hoje encerradas devido a boicotes das populações, cinco horas após o início da votação, adiantou à Lusa o porta-voz da Comissão Eleitoral Nacional (CEN).

As mesas de Milagrosa e Ototó (distrito de Mé-Zochi), Mulambo (Lembá) e Praia Almoxarife (Cantagalo) não abriram hoje, depois de populares terem feito barricadas em protestos para reivindicarem melhores condições para as suas povoações, como abastecimento de água e energia e melhores estradas.

Segundo o porta-voz da CEN, Victor Correia, além destes boicotes, a votação está a decorrer com normalidade.

Numa altura em que a jornada de votação vai já a mais de meio, o responsável relatou que todos os distritos do país pediram à CEN reforços de urnas, que encheram rapidamente devido ao tamanho dos boletins.

A estas eleições concorrem 19 candidatos, o que fez com que os boletins de voto sejam umas tiras de papel compridas, ocupando por isso muito mais espaço do que um boletim tradicional.

Victor Correia relatou ainda que, ao longo do dia, se tem constatado algum desrespeito pelo cumprimento das regras sanitárias, nomeadamente aglomerações e falta de uso de máscaras no exterior das assembleias de voto.

"Não estamos a permitir a entrada sem máscara na mesa de votos", afirmou.

Mais de 123 mil eleitores são chamados hoje às urnas em São Tomé e Príncipe para escolher o próximo Presidente da República, que irá suceder a Evaristo Carvalho, que não se candidatou a um segundo mandato.

No total, estão disponíveis 304 mesas, das quais 262 na ilha de São Tomé e na Região Autónoma do Príncipe, que abriram às 07:00 locais (08:00 em Lisboa) e encerram às 17:00 (18:00 em Lisboa).

Na diáspora, onde estão registados um total de 14.692 eleitores, há 42 mesas. Portugal conta com o maior número de mesas (15), sendo o país com a maior comunidade recenseada (7.378 eleitores).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG