Português Tiago Corais reeleito vereador em Oxford

O português Tiago Corais foi reeleito vereador [city councillor] pela localidade de Littlemore, nos arredores de Oxford, pelo Partido Trabalhista, de acordo com os resultados anunciados.

Corais recebeu 686 votos, garantindo um dos dois lugares disponíveis naquela circunscrição, tendo o outro ido para a também trabalhista Nadine Bely-Summers (711 votos).

O bracarense de 42 anos manifestou-se "muito satisfeito por continuar a ter a aprovação dos residentes" e prometeu manter um diálogo permanente nos próximos meses para resolver uma das questões mais polémicas, as restrições à circulação de automóveis.

"Vamos escutar e procurar cumprir as expectativas para ver se esta é uma boa solução ou se devemos mudar. Temos de envolver os residentes na solução", vincou, em declarações à Agência Lusa.

O município de Oxford manteve-se sob o controlo do Partido Trabalhista, que elegeu 34 dos 48 assentos em disputa.

Apesar de o Reino Unido já não fazer parte da União Europeia (UE), cidadãos europeus continuam a poder concorrer e votar nestas eleições porque deveriam ter sido realizadas em 2020, durante o período transitório pós-Brexit.

Também candidato pelo 'Labour', o português Carlos Castro não conseguiu ser eleito em Crawley, onde concorreu pela freguesia de Tilgate nas eleições do município e também pela circunscrição de Maidenbower and Worth nas eleições do conselho distrital West Sussex County Council.

No geral, foram a votos cerca de 4.600 autarcas em 143 municípios em Inglaterra nas eleições locais de 06 de maio.

Dos 128 municípios cujos resultados já foram apurados, o Partido Conservador conseguiu o controlo em 55, o Partido Trabalhista de 44, os Liberais Democratas de cinco, mas em 24 municípios não existe uma maioria absoluta.

Dos 13 presidentes de Câmara Municipal [mayors] eleitos diretamente, o 'Labour' elegeu oito, incluindo Manchester, Cambridgeshire e Oeste de Inglaterra, enquanto os 'tories' mantiveram West Midlands e Tees Valley.

Três continuam por apurar, incluindo Londres, onde o trabalhista Sadiq Khan é favorito.

Na Escócia, onde o Partido Nacionalista Escocês (SNP) assegurou 64 dos 129 assentos da Assembleia regional e um quarto mandato consecutivo à frente do Governo autónomo, mas ficou aquém da maioria absoluta.

No País de Gales, o Partido Trabalhista garantiu 30 dos 60 deputados do parlamento regional e assim vai formar governo por mais cinco anos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG