Pelo menos 22 pessoas presas em mina de carvão ilegal no centro da China

O trabalho de drenagem do local está a ser dificultado pela ausência de informações claras sobre o terreno da mina ilegal e pela descida das temperaturas

Pelo menos 22 pessoas ficaram presas numa mina ilegal de carvão, em Xiaoyi, no centro da China, noticiou esta quinta-feira a cadeia estatal chinesa CCTV.

O acidente ocorreu às 23:00 de quarta-feira (15:00 de quarta-feira em Lisboa) numa mina em Xiaoyi, na província de Shaanxi, onde estão já a trabalhar equipas de socorro.

Contudo, o trabalho de drenagem do local está a ser dificultado pela ausência de informações claras sobre o terreno da mina ilegal e pela descida das temperaturas, que vão cair esta quinta-feira para menos 10º Celsius, de acordo com a CCTV.

A exploração mineira irregular continua a ser um problema persistente no país, apesar dos esforços, nos últimos anos, do Governo chinês para o erradicar.

Recentemente, a província de Shaanxi anunciou várias inspeções para pôr fim à mineração ilegal na região, um dos maiores produtores de carvão da China.

As autoridades querem também garantir que as empresas mineiras não excedem as quotas de produção de carvão, cujo preço atingiu níveis recorde no país em outubro.

As centrais elétricas a carvão são responsáveis por cerca de 60% da produção de energia na China.

No ano passado, o Presidente chinês, Xi Jinping, comprometeu-se a atingir a neutralidade de carbono até 2060.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG