Exclusivo Os Toebbes. O casal que tentou vender segredos nucleares em sandes e adesivos

Um engenheiro nuclear e uma professora tentaram passar informações dos submarinos norte-americanos a outro país, mas estiveram desde o início a comunicar com o FBI.

Um casal detido no sábado, acusado de tentar vender segredos sobre a tecnologia dos submarinos nucleares norte-americanos, foi ontem ouvido num tribunal federal na Virgínia Ocidental. O juiz marcou as próximas sessões para sexta-feira e na próxima semana, enquanto Jonathan e Diana Toebbe permanecem detidos por risco de evasão, segundo a fundamentação do Departamento de Justiça porque arriscam prisão perpétua caso sejam condenados por transmissão de dados restritos e de conspiração para transmitir dados restritos.

Residentes em Annapolis, Maryland, Jonathan, de 42 anos, engenheiro nuclear a trabalhar para a Marinha, e Diana, professora de inglês e história num colégio privado, deixam duas crianças desamparadas e os seus conhecidos estarrecidos pela vida dupla. Quase como num episódio da premiada série televisiva The Americans, na qual o casal russo de espiões tem como vizinho o agente do FBI que os persegue desconhecendo a sua identidade, na casa ao lado dos Toebbes vive um antigo diretor do Departamento de Estado. "Viajei pelo mundo inteiro com documentos ultrassecretos... ele provavelmente gostaria de os ter!", comentou Jerry LaFleur ao Washington Post.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG