Covid-19. Europa pode vir a ter mais meio milhão de mortes no início de 2022

Diretor da OMS para a Europa alerta que o continente está mais uma vez no epicentro da pandemia

O ritmo crescente de casos de covid-19 na Europa é de "grande preocupação" e o continente pode vir a ter mais meio milhão de mortes no início do próximo ano, alertou esta quinta-feira a Organização Municipal de Saúde.

Com 78 milhões de casos, a região europeia da OMS supera agora o número total de infeções de Sudeste Asiático, Mediterrâneo Oriental, Pacífico Ocidental e África juntos.

"Estamos, mais uma vez, no epicentro", disse o diretor da OMS para a Europa, Hans Kluge, em conferência de imprensa. "O ritmo atual de transmissão nos 53 países da região europeia é de grande preocupação", acrescentou.

De acordo com "uma projeção confiável", a trajetória atual significaria "mais meio milhão de mortes por covid-19" em fevereiro.

Os aumentos de casos foram observados "em todas as faixas etárias", disse Kluge, que atribuiu este crescimento à "cobertura insuficiente de vacinação" e ao "relaxamento das medidas sociais e de saúde pública", até porque as taxas de hospitalizações são maiores em países com taxas de vacinação mais baixas.

O responsável recordou que medidas como testagem, rastreamento, distanciamento físico e uso de máscaras faciais ainda fazem parte do "arsenal" no combate ao vírus.

"Devemos mudar as nossas estratégias e reagir aos surtos de covid-19, para evitar que eles aconteçam", reiterou.

O número diário de novos casos tem aumentado há quase seis semanas consecutivas na Europa e o número de novas mortes por dia aumenta há pouco mais de sete semanas.

Presentemente, a média é de 250 mil casos e 3600 mortes por dia, de acordo com dados compilados pela AFP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG