OMS aprova uso de emergência da vacina chinesa Sinovac

A Organização Mundial de Saúde dá sim luz verde à segunda vacina contra a covid-19 produzida na China.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aprovou esta terça-feira a vacina Sinovac para uso de emergência, tornando-se a segunda vacina chinesa a receber luz verde desta organização.

A agência de saúde da ONU aprovou a vacina de duas doses, que já está a ser implantada em vários países.

"A OMS validou hoje a vacina Sinovac-CoronaVac para uso de emergência", disse a OMS em um comunicado.

Esta decisão dá aos países, financiadores, agências de compras e comunidades a "garantia de que a vacina obedece aos padrões internacionais de segurança, eficácia e fabricação".

No mês passado, o Sinopharm tornou-se a primeira vacina chinesa a ser aprovada pela OMS. A organização também forneceu uma lista de uso de emergência para as vacinas feitas da Pfizer/BioNTech, Moderna, Johnson & Johnson e AstraZeneca produzida na Índia, Coreia do Sul e UE, que são contabilizadas separadamente.

A lista da OMS abre caminho para que países em todo o mundo aprovem e importem rapidamente a vacina para distribuição, especialmente aqueles estados sem um regulador de padrão internacional próprio.

A EMA (Agência Europeia de Medicamentos) está a analisar esta vacina chinesa e deve em breve pronunciar-se sobre a sua utilização nos países europeus.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG