Milionário russo diz ser o proprietário do "palácio de Putin"

Antigo parceiro de judo do presidente russo diz que quer transformar a propriedade num hotel.

O empresário Arkadi Rotenberg, antigo parceiro de judo do presidente russo que é alvo de sanções ocidentais, revelou neste sábado ser ele o proprietário do "palácio" que o opositor preso Alexei Navalny disse ser de Vladimir Putin, num vídeo que já ultrapassou as cem milhões de visualizações.

"Cheguei a um acordo com credores há alguns anos e tornei-me beneficiário desta propriedade", disse Rotenberg, citado pela assessoria de imprensa, alegando que pretendia transformar a residência num hotel.

"Tudo é feito com muito cuidado, eficiência e profissionalismo. Espero que possamos terminar a construção do hotel dentro de alguns anos", disse o empresário, ex-parceiro de judo de Putin.

Navalny, principal opositor russo, acusou Putin de ser o beneficiário de um opulento "palácio" às margens do Mar Negro, cuja construção teria custado mais de mil milhões de euros.

Putin negou essas acusações, alegando que estas visavam fazer uma "lavagem cerebral" aos russos e incitá-los a protestar.

A equipa de Navalny organizou um primeiro dia de protestos no sábado passado e planeia novas ações neste domingo.

A televisão estatal russa transmitiu, por sua vez, imagens da residência ainda em construção e longe do luxo e opulência descritos pelo adversário, prova, segundo ela, de uma manipulação pela equipa de Navalny.

Os aliados de Navalny garantiram que a residência está a sofrer obras devido a problemas causados por "negligência" durante a construção inicial, e que Putin é o proprietário através de um teste-de-ferro.

Mais Notícias