Menino que sobreviveu a queda de teleférico terá sido raptado pelo avô

Eitan Brian foi levado para Israel, pela família do lado materno.

Eitan Brian, o menino de seis anos, único sobrevivente da queda de um teleférico na Itália, que matou 14 pessoas no mês de maio, terá sido raptado pelo avô, Shmuel Peleg, e levado para Israel.

As autoridades italianas estão a investigar "o desaparecimento suspeito" da criança, que perdeu os pais, os bisavós e o irmão mais novo no acidente do teleférico e que está ano meio de uma guerra familiar.

Sob tutela da tia, Aya Biran, uma médica de 41 anos que mora na Itália, Eitan é disputado pela tia materna, Gal, que mora em Israel e insiste em ter a custódia do menino.

De acordo com o jornal La Repubblica, foi apresentada uma queixa à polícia italiana. "Esta manhã o avô veio visitar Eitan, uma visita combinada. O avô deveria trazer Eitan de volta para Aya por volta das 18.30, o que não aconteceu. E agora o avô cortou o contato com a família de Aya. Estamos chocados e incrédulos, não podíamos imaginar que fosse tão longe", disse o advogado da tutora, Armando Simbari, revelando que a embaixada confirmou que o pequeno Eitan está em Israel.

A família do lado israelita defende que não sabia nada do menino: "Não sequestrámos Eitan e não usaremos essa palavra. Trouxemos Eitan de volta para casa. Tivemos de fazer isso, uma vez que não recebíamos qualquer informação sobre a sua saúde física ou mental."

O caso do acidente ainda decorre na Justiça, com o chefe de operações do teleférico, a proprietária da empresa e o diretor acusados.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG