Mega projeto das infraestruturas de Biden recebe "luz verde"

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou na noite de sexta-feira o projeto de investimentos em infraestruturas no valor de 1,2 biliões de dólares proposto pelo presidente Joe Biden.

A aprovação do plano pela Câmara dos Representantes é uma vitória parcial para o presidente democrata, que não conseguiu que fosse votado ontem o seu outro grande projeto, de 1,7 biliões de dólares, para reformar o sistema de proteção social do país e investir na luta contra o aquecimento global.

O projeto de lei das infraestruturas foi aprovado por uns confortáveis 228 votos contra 206. A aprovação dessa despesa é uma conquista de Biden, e acontece numa fase em que os seus índices de aprovação estão em baixa e após a derrota humilhante do Partido Democrata nas eleições para governador da Virgínia. O texto agora aprovado segue para a Casa Branca, para ser assinado por Joe Biden.

"Água potável limpa para crianças, acesso à banda larga, veículos elétricos, mais investimentos em transporte público. E mais está por vir", escreveu no Twitter a porta-voz do presidente, Jen Psaki.

A liderança democrata na Câmara dos Representantes começou o dia com a meta de aprovar o projeto das infraestruturas, que havia passado pelo Senado e, em seguida, enviar para a câmara alta outra iniciativa de gastos sociais e ambientais ainda maior, no valor de até 1,85 biliões de dólares.

Pelo menos seis democratas moderados não quiseram comprometer-se com o pacote de assistência social "Build Back Better" (BBB), argumentando que seria necessário ver uma avaliação completa do seu impacto económico, que não estará disponível em menos de uma semana.
Com uma maioria democrata de apenas três votos na Câmara dos Representantes, a presidente Nancy Pelosi foi obrigada a adiar a votação do plano BBB prometida para antes do feriado de Ação de Graças, em 25 de novembro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG