Exclusivo Mattarella aposta em repetir coligação, pede a ajuda de Fico e tira esperança a Conte

Presidente chamou o líder da Câmara dos Deputados para um "mandato exploratório" que garanta que a maioria que governou no último ano e meio se pode repetir. Mas ao não chamar o primeiro-ministro, parece mostrar que ele é um obstáculo para conseguir esse objetivo.

Ao terceiro dia de consultas para tentar ultrapassar a crise política em Itália, o presidente Sergio Mattarella acredita que existe espaço de manobra para repetir a maioria que governou no último ano e meio. E encarregou o líder da Câmara dos Deputados, Roberto Fico, do Movimento 5 Estrelas, de realizar um "mandato exploratório". Na prática, este terá até terça-feira para fazer consultas informais e garantir que existe a tal maioria. Mas, provavelmente, sem o primeiro-ministro Giuseppe Conte, que se demitiu com a esperança de que pudesse ser de novo convidado a formar governo. Ao não chamar Conte, Mattarella parece confirmar que ele é um obstáculo.

"Como é evidente, as três emergências, sanitária, social e económica, requerem medidas governamentais imediatas", disse o presidente, explicando que isso só será possível "através da utilização rápida e eficaz dos recursos disponibilizados pela União Europeia". Mattarella parece querer fazer tudo para evitar aquilo que os partidos de centro-direita, na oposição, lhe pedem: eleições antecipadas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG