Exclusivo "Greta Thunberg indiana" detida por causa de kit para protestar

Disha Ravi é acusada de ser uma das autoras do documento com instruções sobre como ajudar as manifestações de agricultores, que foi partilhado pela própria ativista sueca no Twitter.

Tudo começou quando a ativista sueca pelo clima, Greta Thunberg, resolveu apoiar através do Twitter os protestos dos agricultores na Índia, que já duram há vários meses. Mas, além de se dizer no início de fevereiro "solidária" com os manifestantes, a jovem de 18 anos foi mais longe e partilhou um kit para quem quisesse ajudar. Nova Deli não gostou e a investigação das autoridades aos autores desse kit acabou no último sábado na casa de Disha Ravi, também ela ativista pelo clima, de 22 anos, já apelidada de "Greta Thunberg indiana".

Ravi, uma das fundadoras do polo de Bangalore do movimento global Fridays for Future (Sextas-Feiras pelo Futuro) criado por Greta, foi detida nesta cidade e enviada para Nova Deli, onde foi acusada de sedição e conspiração criminosa. A polícia indiana, que considera que o kit é prova de "uma conspiração para travar uma guerra económica, social, cultural e regional contra a Índia", acredita que Ravi é uma das responsáveis pela criação do documento - que incluía, por exemplo, sugestão de hashtags que deviam ser usados nas redes sociais ou conselhos para assinar petições sobre o tema.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG