Governo de São Paulo multa Bolsonaro por não usar máscara em passeio de moto

Presidente do Brasil terá de pagar o equivalente a 90 euros por não ter cumprido medidas sanitárias durante passeio de moto com apoiantes na maior cidade do país. Filho e ministro também foram autuados

Jair Bolsonaro foi multado neste sábado, dia 12, pelo governo de São Paulo por participar num passeio de moto com apoiantes na maior cidade do Brasil. Além do presidente da República, também o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho de Bolsonaro, e Tarcísio Freitas, ministro da infraestrutura, foram autuados por equipas de saúde paulistas, face ao incumprimento das normas de segurança sanitárias impostas pelo estado durante a pandemia. O valor da multa é de 552,71 reais, cerca de 90 euros.

O evento em que Bolsonaro participou chama-se "Acelera Para Cristo", foi organizado por membros de clubes de motos e percorreu ao longo da tarde cerca de 120 km entre algumas das principais artérias de São Paulo e a cidade de Jundiaí. A maioria dos participantes não usou máscaras.

Durante a semana Bolsonaro anunciara que pediu um parecer ao seu ministro da saúde, Marcelo Queiroga, a requerer que quem foi vacinado e quem já contraiu o vírus não precisasse de usar máscara. No dia seguinte, recuou da decisão.

O Brasil é o país do continente americano com mais mortes por covid por milhões de habitantes. Até à última sexta-feira morreram 484 mil brasileiros com a doença.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG