França passa esta quarta-feira a nova fase de desconfinamento

Franceses vão voltar a poder comer no interior dos restaurantes e a voltar aos ginásios. Festivais ao ar livre também são autorizados

As pessoas em França vão passar, a partir desta quarta-feira, a poder comer no interior dos restaurantes, voltar aos ginásios e o recolher obrigatório passa a ser às 23:00, sendo esta a última etapa antes do regresso à vida normal no dia 30 de junho.

O regresso aos cafés e restaurantes aconteceu no dia 19 de maio, mas apenas no que diz respeito às esplanadas. O regresso ao interior dos restaurantes era muito aguardado pelos restaurantes, especialmente em grandes cidades, já que nem todos têm possibilidade de ter uma esplanada, mesmo com as autarquias a facilitarem as autorizações.

No interior dos restaurantes não poderá haver mesas com mais de seis lugares e o número de clientes está limitado a metade da lotação antes da pandemia. A partir de 30 de junho estas medidas deixam de estar em vigor.

O passe sanitário também entra em vigor, embora no caso dos restaurantes sirva apenas para registar quem esteve presente em determinado lugar em caso de contaminação.

No entanto, apresentar um teste PCR negativo, a vacinação completa ou um teste com mais de duas semanas e menos de seis meses vai ser obrigatório em ocasiões como entradas e, salas de espetáculos, casinos, salões, salas de desportos cobertos ou outros eventos culturais organizados no espaço público.

Os festivais ao ar livre são autorizados, mas os participantes terão de ficar sentados, com uma limitação de 5 mil lugares.

Esta quarta-feira o dia é também marcado pelo regresso aos ginásios, com 50% da ocupação antes da pandemia. Os desportos de contacto são também novamente permitidos, mas com uma limitação também de 50% dos praticantes.

O recolher obrigatório passa das 21:00 às 23:00, uma data esperada para quem quer aproveitar melhor os dias de verão. O recolher obrigatório vai acabar a 30 de junho, se todos os indicadores se mantiverem estáveis.

Também nas viagens haverá alterações, com todos os viajantes da União Europeia a poderem entrar em França com um teste PCR ou antigénico com menos de 72 horas. Caso estejam completamente vacinados, apenas vão precisar apresentar o certificado de vacinação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG