Falta de voluntários suspende ensaio em discoteca de Paris sobre infeção entre vacinados

Os organizadores disseram numa declaração que um dos principais desafios deste ensaio era conseguir 4.000 pessoas entre os 18 e os 65 anos.

Os dois concertos programados para este sábado em Paris, numa discoteca, para avaliar a transmissão de covid-19 entre pessoas vacinadas tiveram de ser suspensos por falta de voluntários suficientes.

Os organizadores disseram numa declaração que um dos principais desafios deste ensaio era conseguir 4.000 pessoas entre os 18 e os 65 anos.

O número alcançado, que não foi pormenorizado, "não é suficiente para que o estudo forneça resultados conclusivos no atual contexto epidémico", disseram no portal "Reviens la nuit" ("Voltar à noite"), a designação dada à iniciativa.

A equipa científica, logística e artística disse que vai continuar mobilizada para que este projeto possa ter lugar numa data posterior, "quando as condições necessárias para a sua celebração forem favoráveis".

As duas atuações foram marcadas para as 23:00 locais (22:00 em Lisboa) deste sábado e deveriam decorrer até às 06:00 (05:00 em Lisboa) de domingo no Cabaret Sauvage e La Machine du Moulin Rouge, estando prevista a presença de artistas como Laurent Garnier e Kiddy Smile.

"Lamento muito não poder estar contigo esta noite. Apoio profundamente os vossos esforços e estarei no próximo", disse Garnier numa mensagem no Instagram dirigida aos organizadores, entre os quais se encontra a agência ANRS Doenças Infecciosas, que depende do Ministério da Saúde.

A pandemia de covid-19 provocou mais de 3,9 milhões de vítimas em todo o mundo, resultantes de perto de 180 milhões de casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG