Explosão junto a mesquita de Cabul faz, pelo menos, dois mortos

A bomba explodiu quando se realizava uma cerimónia religiosa em memória da mãe do porta-voz dos talibã que divulgou a informação.

Pelo menos dois civis morreram e três ficaram feridos numa explosão ocorrida hoje junto da mesquita Id Gah, de Cabul, onde se fazia uma oração em memória da mãe de um alto funcionário talibã, disse um porta-voz do Governo.

"Segundo as nossas informações iniciais, dois civis foram mortos e três ficaram feridos na explosão", disse à AFP o porta-voz do Ministério do Interior, Qari Sayed Khosti.

Ahmadullah, um comerciante cuja loja está perto da mesquita, disse à AFP que "ouviu o som de uma explosão seguida de tiros".

"Mesmo antes da explosão, os talibãs tinham bloqueado a rua, em preparação para uma oração pela mãe de Zabihullah Mujahid na mesquita", acrescentou a testemunha.

Zabihullah Mujahid, porta-voz do Governo talibã e figura importante do movimento, tinha no sábado divulgado amplamente nas redes sociais o local e a hora da cerimónia em memória da sua mãe.

O porta-voz do Governo divulgou hoje na rede social Twitter que uma explosão junto da segunda maior mesquita da cidade tinha provocado a morte de várias pessoas.

O último ataque mortal em Cabul tinha sido em 26 de agosto, quando 72 pessoas morreram e mais 150 ficaram feridas num atentado no aeroporto de Cabul, reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

Até agora ainda não foi reivindicada a autoria do ataque.

Desde a posse dos talibãs no Afeganistão, em meados de agosto, têm aumentado os ataques do grupo extremista Estado Islâmico, que mantém forte presença na província oriental de Nangarhar e considera os talibãs como inimigos.

Na manhã de hoje, os talibãs fizeram o seu primeiro grande comício de vitória na capital, num campo dos subúrbios de Cabul, com a presença de cerca de 1.500 apoiantes do movimento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG