Enfermeira suspeita de substituir vacinas por soro fisiológico na Alemanha

Autoridades alemãs estimam que quase 9 mil pessoas possam ter sido injetadas com soro fisiológico em vez da vacina contra a covid-19.

Uma enfermeira da Cruz Vermelha alemã é suspeita de administrar soro fisiológico em vez de doses genuínas da vacina contra a covid-19, num centro de vacinação em Friesland, Alemanha, informa o The Guardian.

As autoridades locais receiam que cerca de 8600 pessoas vacinadas entre março e abril terão sido injetadas com a solução salina inofensiva em vez da vacina. A maioria dos indivíduos afetados eram idosos, com mais de 70 anos, e correm elevado risco de contrair o vírus.

As pessoas administradas com soro fisiológico serão agora contactadas para recuperar as doses em falta da vacina, segundo informou o relatório da investigação policial.

Peter Beer, chefe adjunto da esquadra de Wilhelmshaven/Friesland, afirma que as autoridades chegaram à conclusão do acontecimento após a realização de entrevistas com várias testemunhas no mês de junho.

Os motivos para o sucedido estão a ser investigados, porém suspeita-se que a profissional de saúde tenha partilhado nas redes sociais as suas opiniões céticas relativamente à vacinação.

A enfermeira, cuja identidade ainda não foi revelada, admitiu ter administrado seis doses de soro fisiológico a seis pacientes em abril, para encobrir o facto de ter deixado cair um frasco da vacina Pfizer, segundo o canal de televisão alemão NDR.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG