"Disparo acidental" de arma causa pânico no aeroporto de Atlanta

Autoridades negaram no Twitter que havia um atirador, mas todas as partidas foram suspensas durante mais de uma hora.

Todos os voos foram suspensos no Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson, de Atlanta, durante mais de uma hora neste sábado, depois de um "disparo acidental" ter causado o pânico entre os passageiros e funcionários.

"Cerca das 13.30 de hoje uma arma foi disparada acidentalmente na área de controlo de segurança. Não há um atirador ativo no aeroporto. As autoridades estão no local", indicou o Aeroporto de Atlanta no Twitter, acrescentando noutra mensagem que não há perigo para os passageiros ou funcionários.

As autoridades abriram uma investigação para tentar perceber o que se passou.

Segundo indicou um porta-voz do aeroporto à CNN, a arma que foi disparada pertencia a um passageiro que conseguiu fugir no meio da confusão. "Ele não tinha autorização para sair", afirmou Andrew Gobeil, indicando que as autoridades estão a tentar localizá-lo.

Não há ainda indicação de que arma terá sido disparada, tendo o terminal sido evacuado.

Um jornalista da CNN, que tinha acabado de aterrar no aeroporto, disse que ouviu o piloto anunciar que havia um "atirador ativo" e que os passageiros não poderiam sair do avião. Mas o aeroporto informou que foi um "disparo acidental".

Em 2014, o estado da Geórgia passou uma lei que permite que as pessoas transportem armas nas áreas públicas do aeroporto, assim como em bares, escolas e igrejas. Mas é ilegal, ao abrigo da lei federal, levar uma arma para a zona de controlo de segurança da Administração de Segurança de Transporte.

No Twitter do aeroporto foi entretanto anunciado que as operações normais já foram retomadas.

(Notícia atualizada às 22.45)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG