Doença sexualmente transmissível está a matar os coalas

A clamídia está a afetar cada vez mais a população de coalas, mas o tratamento pode ser também letal, pondo em risco a sobrevivência da espécie. A vacina pode ser uma solução.

A clamídia, uma doença sexualmente transmissível que afeta mais de 100 milhões de pessoas todos os anos, está a tornar-se também uma ameaça para os coalas. Nestes animais, a clamídia pode causar cegueira, quistos no sistema reprodutor, infertilidade ou até mesmo a morte. Mas a cura não é melhor: os antibióticos usados podem destruir a flora intestinal dos coalas, levando muito destes animais a morrerem de fome antes de ficarem curados.

E, de acordo com a CNN, a clamídia entre os coalas está a espalhar-se rapidamente. Mark Krockenberger, professor de patologia veterinária da Universidade de Sydney, explicou à estação de televisão que em 2008 existia uma prevalência de cerca de 10% de clamídia entre a população de coalas em Gunnedah, uma pequena cidade rural na Nova Gales do Sul. Em 2015, este valor subiu para 60% e atualmente 85% da população de coalas está infetada com clamídia.

"Já não há uma população viável por causa da infertilidade. A maior parte das fêmeas infetadas tornam-se inférteis no período de um ano, dois no máximo. Mesmo que sobrevivam, não conseguem reproduzir-se", explicou Krockenberger à CNN.

Outros especialistas ouvidos pela CNN dizem que a situação de Gunnedah repete-se um pouco por toda a Austrália.

"Se a estratégia das vacinas não resultar, podemos estar a olhar para extinções localizadas", declarou à CNN Mark Krockenberger.

A somar ao problema da clamídia, existem ainda os cada vez maiores incêndios florestais e a desflorestação um pouco por toda a Austrália, que estão a destruir os habitats naturais dos coalas. As alterações climáticas estão a tornar a Austrália muito mais vulnerável a catástrofes naturais como incêndios, secas e ondas de calor.

Os incêndios de 2019 destruíram mais de 48 km2 de terra só na Nova Gales do Sul e, segundo a World Wide Fund for Nature, matarm ou deslocalizaram mais de 3 mil milhões de animais. Um valor que inclui mais de 60 mil coalas que morreram, perderam o seu habitat natural ou ficaram feridos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG