Bruxelas admite atingir mais cedo meta de 70% de adultos vacinados

A Comissão Europeia espera atingir antes do objetivo oficial de final do verão a meta de 70% dos adultos da União Europeia (UE) vacinados contra a covid-19, dada a "aceleração do ritmo de entregas".

"Existe apenas um objetivo estabelecido pela Comissão Europeia, que é o de que 70% dos adultos devem ser vacinados até ao final do verão, mas obviamente que todos esperam que, com base na aceleração do ritmo de entregas em que temos vindo a trabalhar consistentemente, [...] esse objetivo seja atingido o mais cedo possível no verão", afirmou o porta-voz principal do executivo comunitário, Eric Mamer.

O responsável respondia na conferência de imprensa oficial da instituição, em Bruxelas, a questões sobre as recentes declarações do comissário europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, que tem vindo a reiterar que a UE será capaz de vacinar 70% da sua população adulta até meados de julho. "Creio que era a isso que o comissário Breton se referia, que esperamos, obviamente, que a UE seja capaz de vacinar 70% dos adultos antes do fim do verão, embora a meta oficial continue a ser o fim do verão", frisou Eric Mamer.

Thierry Breton tem vindo a basear tais previsões no facto dos países da UE estarem a intensificar as campanhas nacionais de vacinação e por também disporem agora de mais vacinas, nomeadamente devido à entrega de mais 50 milhões doses do fármaco da Pfizer/BioNTech do que esperado para este trimestre. Ainda assim, a campanha de vacinação da UE tem sido marcada por atrasos na entrega de vacinas por parte da AstraZeneca e agora do grupo Johnson & Johnson, depois de terem sido registados casos raros de formação de coágulos sanguíneos após a toma de ambos os fármacos.

Já em termos absolutos, os dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) referem que 103 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 foram administradas na UE até hoje, de um total de quase 125 milhões de doses entregues aos países. Na quarta-feira passada, o executivo comunitário anunciou a mobilização adicional de 50 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 da BioNTech/Pfizer, elevando para 250 milhões o total para entrega neste segundo trimestre, após problemas com o fármaco da Janssen.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG