Biden declara catástrofe por vaga de frio no Texas

Pelo menos 69 pessoas morreram devido às baixas temperaturas neste estado e noutros na região sul, onde milhões de pessoas ficaram sem eletricidade e há ainda cortes no abastecimento de água.

As temperaturas já não estão nos menos 18 graus centígrados, como chegaram a estar, e na sexta-feira a eletricidade já só faltava em 180 mil lares no Texas - no pico da vaga de frio, cerca de 3,3 milhões de pessoas estiveram sem energia depois de a rede não ter aguentado o aumento da procura. Mas as baixas temperaturas congelaram muitas canalizações e ainda há 13 milhões de pessoas (quase metade da população do estado) com problemas no abastecimento de água potável - em Houston, a maior cidade, a ordem é para ferver a água antes de a consumir porque pode estar contaminada. Por tudo isto, e para ajudar na recuperação, o presidente norte-americano declarou a situação de catástrofe.

Joe Biden, que enfrenta a primeira situação do género no seu mandato, já tinha declarado a situação de emergência no último domingo - a tempestade começou a 11 de fevereiro. Mas a declaração de catástrofe abre a porta ao envio de mais ajuda federal para lidar com as consequências da vaga de frio. "A assistência pode incluir bolsas para habitação temporária e reparações domésticas, empréstimos com juros baixos para cobrir perdas que não estejam incluídas em seguros e outros programas para ajudar as pessoas e os empresários a recuperar dos efeitos desta catástrofe", segundo o comunicado.

Milhões de pessoas no estado do Texas, o maior produtor de gás e petróleo nos EUA, ficaram sem eletricidade e quase metade da população tinha problemas em conseguir água potável - enfrentando filas de longas horas para poderem ter acesso. Segundo as contas da agência agência de notícias AP, pelo menos 69 pessoas terão morrido por causa do mau tempo no Texas e nos outros estados do sul do país que foram afetados, seja em acidentes de viação, em envenenamento por dióxido de carbono na tentativa de se aquecerem ou até de hipotermia. As temperaturas começaram a subir este sábado.

Na sexta-feira, Biden admitiu a possibilidade de visitar o Texas na próxima semana, dizendo contudo que não quer que a sua presença e de toda a comitiva presidencial possam distrair as autoridades do trabalho de recuperação. "Eles estão a trabalhar como o diabo para cuidar das pessoas", disse Biden, indicando que a decisão final sobre a data da sua visita será tomada no início da semana.

O presidente tem estado em contacto com o governador do Texas, o republicano Greg Abbott, que agradeceu o apoio "parcial" que recebeu - segundo a CNN, o governador tinha pedido apoio público e individual para os 254 condenados e a ajuda inclui apoio público para todos, mas individual apenas para 77. No meio da tempestade o senador republicano Ted Cruz, eleito pelo estado do Texas, foi criticado por ter viajado para Cancún, no México - ele alegou que foi só para levar as filhas e regressou um dia depois.

Apesar de a situação ser mais grave no Texas, outros estados também enfrentam problemas, como o Tennessee (onde em 260 mil lares há ordens para ferver a água da torneira). No Oregon, pelo menos 60 mil pessoas continuavam sem eletricidade. Na cidade de Jackson, no Mississípi, a maioria dos 161 mil lares também estava sem água.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG