500 camas de campanha enviadas por Portugal já chegaram à Croácia

Sismo de 29 de dezembro causou a morte a pelo menos sete pessoas e deixou vários edifícios destruídos ou danificados. Cerca de 200 famílias precisam de abrigo.

As 500 camas de campanha que Portugal disponibilizou para a Croácia, na sequência do sismo de magnitude 6,4 registado na terça-feira (29), já chegaram a Zagreb, segundo uma nota do Ministério da Administração Interna.

A embaixadora da Croácia em Portugal, Anita Trsic, expressou os seus "mais profundos agradecimentos ao Governo português e a todos os portugueses pelo apoio e ajuda preciosa", dados pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), aquando do envio do material.

O sismo de terça-feira causou a morte a pelo menos sete pessoas e deixou vários edifícios destruídos ou danificados. Pelo menos 200 famílias precisam de abrigo.

As 500 camas de campanha, para acomodar as pessoas que estão sem casa e sem abrigo, foram enviadas ao abrigo do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia, ativado depois de as autoridades croatas terem apresentado um pedido de assistência internacional em material e equipamento de apoio como camas de campanha, geradores, tendas, sacos-cama, iluminação de emergência e aquecedores.

"Esta é uma resposta solidária que foi possível operacionalizar em menos de 12 horas (...) que estamos em crer que poderá fazer uma diferença substancial nas ações de resposta aos estragos provocados pelo sismo", afirmou a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, antes da partida do material.

Segundo a nota, Portugal já se mostrou também disponível para, em caso de necessidade das autoridades croatas, enviar também elementos certificados para a coordenação operacional e dois módulos de busca e salvamento em ambiente urbano, um da Guarda Nacional Republicana e outro do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, num total aproximado de 80 efetivos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG