Terminou motim de 48 horas em prisão do Paraná

O motim na prisão de Guarapuava, no estado brasileiro de Paraná (sul), terminou esta tarde, 48 horas depois de ter começado, noticiou o site G1. Durante o motim, tinham sido feitos 16 reféns, entre eles nove guardas e sete presos.

Negociações entre a polícia e reclusos amotinados foram suspensas na noite de terça-feira e retomadas cerca das 7.00 de hoje (11.00 em Lisboa). Quatro guardas que tinham sido feitos reféns foram libertados na noite de terça-feira, um deles com ferimentos.

Imagens da cadeia televisiva 'Globo News' mostram reféns seminus, presumíveis guardas prisionais, amarrados e sentados no telhado de um edifício. Um deles foi amarrado a um para-raios, e reclusos ameaçaram incendiá-lo.

Os presos que organizaram o motim reivindicam melhores condições de detenção e a transferência de presos condenados por crimes sexuais para outro estabelecimento, segundo a imprensa brasileira.

Trata-se da quinta rebelião em pouco mais de um mês a ter lugar num estabelecimento prisional do Paraná. Na mais violenta delas, na cidade de Cascavel, em agosto, cinco presos foram mortos e 800 transferidos.

(atualizada às 16.49)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG