Sudanesa cristã refugiou-se na embaixada norte-americana

A sudanesa cristã Yahia Ibrahim Ishag detida terça-feira quando tentava sair do país, depois de lhe ter sido retirada a sentença de morte, foi libertada hoje e está refugiada na Embaixada norte-americana, disse o seu advogado.

"Ela está atualmente na embaixada dos Estados Unidos", disse Mustafa Mohanad, embora um porta-voz da missão diplomática não tenha comentado estas declarações.

"Ela e seu marido acham que este é um lugar seguro", depois de terem recebido ameaças de morte, disse Mustafa à AFP.

Yahia Ibrahim Ishag, de 26 anos, é acusada de falsificação e fornecimento de informações falsas sobre um documento de viagem do sul do Sudão que usou para tentar deixar o país na terça-feira.

A cristã, casada com o norte-americano Daniel Wani, está agora à disposição das autoridades judiciais sudanesas, e não pode sair do Sudão, segundo o seu advogado.

NL // JPS

Mais Notícias

Outras Notícias GMG