Sarkozy regressa como líder da UMP a pensar no Eliseu

O partido da direita francesa volta a ter na liderança Nicolas Sarkozy, que já o dirigiu entre 2004 e 2012. Mas popularidade do antigo presidente está em queda nos eleitores da UMP

Nicolas Sarkozy ganhou as eleições para a liderança da União para um Movimento Popular (UMP, direita) por 64,5% dos votos numa vitória dada como adquirida, mas a sua dimensão não deixará de influenciar o curso dos acontecimentos.

O ex-presidente francês (entre 2007 e 2012), com uma taxa de participação de 58,1% num universo eleitoral de 268 341 inscritos, obteve 64,50%, claramente à frente dos outros dois candidatos, Bruno Le Maire, com 29,18%, e Hervé Mariton, com 6,32%. Sarkozy reagiu aos resultados, divulgando uma mensagem no seu Facebook, em que agradece "a honra de me elegerem para a presidência da nossa família política". Recordando "os dois anos de querelas internas e divisões", escreve que a sua vitória é a "melhor resposta" a este período de crise e que, a partir de amanhã, vai "passar à ação" e consagrar-se à procura de "novas soluções para a França".

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG