Ratko Mladic foi operado a hérnia discal

Ratko Mladic, detido em Haia para responder por crimes de guerra perante o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPIJ), foi operado na quarta-feira a uma hérnia discal, disse hoje à AFP o seu advogado em Belgrado.

"Ele telefonou à mulher depois da operação para lhe dizer que tinha corrido bem", declarou Milos Saljic. O advogado não deu qualquer indicação sobre o hospital onde Mladic foi operado nem outros detalhes, acrescentando que não contactou directamente o antigo chefe militar dos sérvios da Bósnia.

O TPIJ não confirmou oficialmente que Mladic, de 69 anos, foi hospitalizado. "As informações que indicam que Mladic está no hospital de Bronovo são inexatas", declarou a porta-voz do tribunal Nerma Jelacic em comunicado. "Posso confirmar que ele não deixou o complexo da penitenciária de Scheveningen", afirmou a porta-voz, explicando que devido às regras do tribunal não pode divulgar detalhes sobre a saúde dos acusados.

Na quarta-feira, o procurador do TPIJ anunciou que pediu aos juízes para separar a acusação contra o ex-líder militar dos sérvios na Bósnia Ratko Mladic e realizar dois julgamentos distintos, de forma a agilizar o processo.

O primeiro julgamento deve ser apenas sobre o papel de Mladic no massacre de Srebrenica, em Julho de 1995, durante o qual perto de 8.000 homens e rapazes muçulmanos foram executados.

O segundo julgamento deverá incluir outros crimes de que é acusado o antigo general, entre os quais "os cometidos durante o cerco de Sarajevo, outros que decorreram noutros municípios da Bósnia-Herzegovina, bem como o sequestro de funcionários da ONU", precisou fonte do gabinete do procurador.

Ratko Mladic foi detido a 26 de maio na Sérvia, após 16 anos em fuga, e transferido para Haia a 31 de maio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG