Putin acusa Washington de querer "subjugar" Moscovo

Presidente russo acusa Ocidente de querer provocar nova Guerra Fria, lembrando que NATO e EUA têm bases em todo o globo.

A antipatia do presidente russo pela cultura ocidental não parece incluir o mais famoso gangster norte-americano. "Podemos obter muito mais com uma palavra cortês e uma arma do que apenas com uma palavra cortês", disse ontem Vladimir Putin, citando Al Capone quase ipsis verbis. A ocasião: a apresentação de um novo veículo blindado, durante uma exposição de produtos made in Rússia, numa altura em que crescem as tensões entre Moscovo e o Ocidente e aumentam os receios de "guerra total" na Ucrânia.

"Os EUA não querem humilhar-nos, querem subjugar-nos, resolver os problemas deles às nossas custas", disse mais tarde Putin, durante um encontro com apoiantes do movimento Frente Popular. "Nunca ninguém na história conseguiu alcançar isso com a Rússia e nunca ninguém o fará", acrescentou o presidente, que durante uma entrevista a um canal alemão acusou o Ocidente de estar a provocar a Rússia para uma nova Guerra Fria.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG