Primo de Muammar Kadhafi capturado no Cairo

A polícia egípcia anunciou hoje que Ahmed Qaddaf al-Dam, primo de Muammar Kadhafi e procurado pelo seu papel no regime do ex-líder líbio, se entregou às autoridades, depois de estas terem cercado a sua casa, no Cairo.

Um responsável dos serviços de segurança disse à AFP que Qaddaf al-Dam se rendeu sem oferecer resistência depois de a sua casa ter sido cercada, no bairro de Zamalek, Cairo, e de a polícia ter enviado o cônsul líbio para o persuadir.

Contactado através do seu telemóvel, Qaddaf al-Dam afirmou que pretende apresentar uma queixa contra o Procurador-Geral egípcio e contra as autoridades líbias.

Segundo a agência oficial MENA, o detido vai agora ser entregue às autoridades líbias, que o querem levar a julgamento.

Abdel Hamid al-Safi, membro da embaixada líbia, declarou à AFP que Ali Maria, antigo embaixador líbio, e Mohammed Ibrahim, irmão de um alto responsável do regime de Kadhafi, também foram detidos pelas autoridades.

"Estas detenções são parte de um plano coordenado entre as autoridades líbias e egípcias, para prender líbios procurados, que estejam a viver no Egito", acrescentou Hamid al-Safi.

Ahmed Qaddaf al-Dam supervisionava a relação entre a Líbia e o Egito durante o regime de Kadhafi, mas anunciou a sua demissão pouco depois do início da revolta que derrubou o falecido líder líbio.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG